Vamos parar com essa porra de pardo?

Pardo não é etnia. Pardo é um termo social que os brancos criaram para definir os negros que são “aceitáveis”. Quando uma pessoa diz que ela é parda ela não está se autoafirmando, mas negando o fato de ser negra, aceitando a visão do dominador em cima dela de que ser negro é algo ruim. Geralmente em um casamento interracial, quando o pai ou a mãe é branca – se for de uma época mais antiga – eles vão insistir para você que você não é negro, mas pard@, moren@, eles vão construir uma nova raça em cima da sua cor. Isso porque somos coloristas, ser negro é algo muito ruim na nossa cultura. Então para amenizar, nos separam por cores, para nos enfraquecer, quanto mais longe de “negro”, melhor. Quando se é caucasiano, se é apenas branco. Não existe “vermelhos”, “acinzentados”, é apenas branco. Agora se é negro, existe moreno, pardo, preto, mameluco, cafuzo, mulato, afins. Tudo porque “negro” é algo muito ruim, ser preto é horrível, por isso vamos criar n “eufemismos”. Acontece que para os caucasianos, existem os brancos e as pessoas de cor. Nisso, pessoas de cor são os índios nativos, os afrodescendentes, os “amarelos”(referência aos asiáticos e esquimós), “hispânicos”(referência aos latinos), ou seja, somos tudo a mesma coisa. Chamar-se de “pardo” não é autoafirmação, mas aceitação da imposição de que ser negro é ruim, então se não é branco, porque branco é branco, é qualquer coisa que não seja negro. Queremos acabar com o racismo, né? Precisamos de autoafirmação para mostrar que “negro” é uma raça, que não, não queremos nos aproximar do branco para sermos “aceitáveis”, muito obrigada. Por isso, façamos o favor, se não é branco e é afrodescendente ou nativo aparente, somos negros! Para com essa porra de pardo.

Referências para entender o texto:

A face racista da miscigenação

http://blogueirasnegras.org/2013/05/20/a-face-racista-da-miscigenacao-brasileira-2/

Relação inter-racial e a falsa democracia racial

http://cnncba.blogspot.com.br/2008/11/relaes-inter-raciais-falsa-democracia.html

Virou regras?

http://blogueirasnegras.org/2013/05/02/literatura-negra-virou-regra/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s