Tempo, esse devorador de coisas

Nada é mais apreciado na vida do que a experiência. Não há critério que possa tirá-la ou anula-la senão não viver, nem mesmo o tempo pode apagá-la. Ao contrário, esse é o seu maior aliado.

Quando se é jovem, a maior meta de vida é aprender sobre ela. Sua grande fonte construtora são os anos vivenciados em troca de lições aprendidas.

Os anciões nas culturas asiáticas e africanas são considerados bibliotecas humanas. Nas fábulas, a tartaruga – animal conhecido pelos muitos anos que vive – representa, quase sempre, o velho sábio. Tudo indica que o envelhecimento sempre está ligado à sabedoria.

Se a experiência é a essência do viver, logo o tempo é a maior fonte vital. Pois sem ele, não é possível obter aprendizado, o grande sentido da vida.

Autoria: Cortez Hime
Revisão: Cortez Hime
Tema: UNB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s